Tesla ultrapassa a Toyota e se torna a montadora mais valiosa do mundo

A fabricante de carros elétricos fundada há uma década por Elon Musk vale hoje cerca de 205 bilhões de dólares, US$ 5 bi a mais que o grupo japonês.

Na semana em que a Tesla, a mais bem sucedida montadora de carros elétricos do mundo, comemora 10 anos de fundação, a empresa atingiu um marco inquestionável de seu sucesso. Nesta quarta-feira, 1º, a empresa criada pelo sul-africano Elon Musk ultrapassou a japonesa Toyota em valor de mercado e tornou-se a fabricante de automóveis mais valiosa do planeta.

As ações da montadora sediada na Califórnia atingiram o valor de 1 100 dólares nesta quarta – há doze meses, cada papel da Tesla era negociado a 230 dólares –, capitalização que totaliza 205 bilhões dólares em valor de mercado. A Toyota, por sua vez, teve seus papéis avaliados na bolsa japonesa em 6 656 ienes, caindo 1,5% nesta quarta. Somadas as ações, o valor da companhia seria de 200 bilhões.

Segundo a consultoria Sentieo, se incluído o valor das dívidas em nome de cada uma das empresas, o grupo japonês ainda vale mais que a Tesla (248 bilhões para a Toyota e 207 bi da montadora montadora americana). Em número de carros produzidos por ano, a tradicional marca também supera a rival “novata”: são 10 milhões de novos automóveis colocados nas ruas todos os anos – atrás apenas do grupo Volkswagen –, frente a apenas 365 000 Teslas fabricados em 2019.

De acordo com o jornal Financial Times, um funcionário da Tesla próximo a Elon Musk comparou o feito de superar a Toyota ao momento em que a Amazon ultrapassou a rede supermercadista Walmart em valor de mercado, no ano de 2015. Na última terça, o CEO da montadora, também fundador da SpaceX, comemorou o rompimento da fronteira dos 200 bilhões com um comentário no Twitter (abaixo).

 

Apesar do otimismo causado pela valorização da empresa, o jogo não está ganho para a Tesla. Apesar de estimar o crescimento da produção anual para 500 000 unidades em 2020, a montadora ainda não é totalmente lucrativa para seus acionistas. Se os ganhos igualarem os gastos neste trimestre, será o primeiro nos últimos doze meses em que a companhia consegue zerar seu custo.

 

Escreva aqui seu comentário

Microsoft libera cursos grátis para apoiar desempregados com a pandemia
Pizza Hut Franchise pede falência por causa do coronavírus