Lyriku Supremo: ” O mercado Angolano não tem uma estrutura preparada para artistas independentes” [Entrevista]

Lyriku Supremo, rapper, do bairro Catambor, activo no movimento desde 2006, com a  primeira obra lançada em 2010 (Mixtape), dois anos mais tarde, Supremo  lançou sua segunda obra, que foi sucedido por uma  LP em 2013, e  um projecto com o renomado produtor Silindro Darkroom.

Recentemente, Lyriku Supremo lançou  “A Fórmula “, um single que conta com um vídeo que o leitor poderá conferir abaixo.

Confira a conversa que tivemos com  o talentoso rapper:

 

Quais são as suas influências dentro do Rap?

– Dentro do Rap tenho muitas influências porém gostaria de dar ênfase a Própria auria que envolve a cultura Hip Hop, a causa a forma de ser e estar, o ser Hip hopper é algo que inspira-me sempre seja na produção de registos musicais ou em posicionamento na vida.

Para si, como está o Rap nacional?

– O Rap nacional actualmente tem um volume de produção como nunca antes visto, é mais consumido e tem maior abertura do que outrora, entretanto nem tudo são rosas, ainda peca-se na qualidade artística (não musical) e os ditos Rappers que atingem o estrelato são muito pouco PRÓ – Hip hop penso que é muito importante salvaguardar o conceito Hip hop enquanto cultura como uma forma de ser e estar dentro da sociedade.

Como artista, como tens lidado com a situação que o mundo vive em relação a Covid, uma vez que o distanciamento social constitui enorme obstáculo para a realização dos shows, vendas etc?

– Como artista não me senti muito afectado com o Covid o Hip hop nacional já é carente de shows e concertos e não é por causa do covid Rsrs

Faltam iniciativas, patrocínios e outros manbos aí. O confinamento apenas deu mais tempo para me dedicar aos meus  projectos o que em tempos normais fica sempre mais difícil por causa das outras actividades paralelas.

Vives da música?

– Não.

Por que ?

– Porque infelizmente o mercado Angolano (Produtoras, promotores e consumidores de música) não tem uma estrutura preparada para artistas independentes.

Sabemos que trabalhou com Silindro, quais são os seus intentos agora que tens trabalhado sozinho?

– Na verdade sempre trabalhei sozinho tenho alguns parceiros na música e o Silindro é um deles mas quando não estou em um projecto colaborativo dou continuidade aquilo que é o meu projecto individual.

Qual é a mensagem que passaste no novo single?

– O novo single intitula-se A  Fórmula sai depois do meu primeiro Single de 2020 Cálice Envenenado e foi lançado no dia 7 de Junho com o áudio e o vídeo oficial, é uma musica que propõe agradavelmente premissas que tornam o sucesso possível, é uma abordagem motivacional.

Qual foi o desfecho do concurso ExtraLive?

– Após a primeira fase de eliminatória em que eu sai como o campeão O Xtralive infelizmente foi cancelado por motivos que só a organização sabe realmente quais foram. É uma pena porque era um concurso com um conceito muito útil para os artistas porque trabalhava a competência de se droppar “Live” e basta ver os concertos e aparições de muitos artistas que infelizmente não têm este dote.

O que gostaria de dizer agora as pessoas que te conhecem e as que não te conhecem?

– Para os que conhecem e acompanham a minha “Não carreira musical” mais sim “Vida artística” agradecer pela força e motivação que muitos têm dado provando que as músicas não têm ido para o vazio têm sido consumidas e arrancam sempre um Feedback o que já é muito bom.

Para os que não conhecem vão a Google pesquisem por “Liryku Supremo”  consomem o material que estiver disponível e depois questionem-se se querem continuar a consumir “produto musical de muita baixa qualidade” ou se está realmente na hora de refazer a sua dieta de consumo e digerirem de facto Rap com substância.

Obrigado Skit Company é sempre um prazer trocar ideias convosco.

Saúde Paz e muito dinheiro no Bolso.

Comentários

Dela Huatla
15/06/2020

Ainda vamos tocar o Sol my Nikka, Foco, Força e Fé

Escreva aqui seu comentário

Royce Da 5'9 se emociona ao ver Ice Cube em ação
Royce Da 5'9 credita Eminem por mudar sua perspectiva de pessoas brancas