Hackers do Grupo Anonymous colocam rádios da polícia de Chicago a tocarem ‘Fuck Tha Police’

Depois de anunciar seu retorno às redes sociais no sábado (30 de maio), o grupo hacktivista Anonymous estabeleceu seus alvos no Departamento de Polícia de Minneapolis por seus “muitos crimes” e no Departamento de Polícia de Chicago. De acordo com vários relatos nas redes sociais, o grupo supostamente hackeou as frequências de rádio do PD de Chicago e tocou “Fuck tha Police” da N.W.A por pelo menos dois minutos.

O grupo, usando a conta do Twitter @YourAnonNews, escreveu no domingo (31 de maio), “Estamos solidários com os manifestantes e revolucionários que lutam contra a oligarquia dos EUA, lutando contra a injustiça de um sistema racista massivamente corrupto que continuou por gerações. #BlackLivesMatter.

 

Eles acrescentaram: “Se a polícia não pode se conter e está atirando em repórteres, chutando manifestantes, socando manifestantes e se engajando em violência – como alguém pode esperar que as pessoas se contenham? As pessoas são feitas de brutalizadas e assassinadas.”

O incidente em Chicago não é a primeira vez que “Fuck tha Police” é usado para invadir um sistema público de transmissão. Em 2018, vários policiais na Nova Zelândia relataram que foram forçados a ouvir repetidamente “Fuck tha Police”.

Uma situação semelhante aconteceu em 2017 depois que várias estações de rádio em todo o país tocaram “FDT”, uma canção de protesto de YG e o falecido Nipsey Hussle em loop por 15 minutos.

 

 

Escreva aqui seu comentário

"O hip hop moçambicano é o melhor dos PALOP," afirma empresário Sidney Mavie.
Nas pede cadeira elétrica para policial que alvejou Antwon Rose